Reflexão livre de domingo:

Reflexão livre de domingo:

Foto tirada por mim, num dia de chuva e trânsito em SP

AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade.

     Por muito tempo também, lamentei a chuva… Lastimava não poder andar lá fora e sentir a brisa da vida tocando minha pele…

     Depois de superar essa questão, comecei a lamentar a chuva, porque parece lágrima! Eu detesto a ideia de chorar de tristeza, embora às vezes seja inevitável…! Os pingos lá fora e questões inquestionáveis aqui, dentro de mim…

     Hoje?! Hoje não lamento mais porque assim como entendi com o Carlinhos (me sinto íntima, com licença…)que não há falta na ausência, não existe tédio e nem tristeza na chuva, já que vi que a festa mora dentro de mim!

     É tudo uma questão de deixar a vida abraçar a gente!

Boa semana!!!



Me conta, o que você achou?

O seu endereço de email não será publicado.

Rafa Balarini

Sou apaixonada pela vida real. E você sabia que, mesmo sem sermos top model-model-capa-de-revista, nós respiramos moda o tempo todo? Nossa rotina começa montando o look e escolhendo como vamos sair de casa. Precisamos estar antenadas, né?

Ah! E nosso biotipo, nossa idade, quanto podemos gastar e o lugar para onde vamos com o look não são problemas. Dica e opinião de uma boa amiga valem por duas, e quero dividir todos esses momentos femininos aqui com você. Topa? Mas isso tudo sem esquecer que um sorriso natural é um valioso acessório, e que nosso look interior também deve estar em dia!

Pinterest

Facebook

It. Shopping

Google+